(16) 98158-2642

Segunda à Sexta: 8h às 18h

{Carreira} As pessoas precisam prestar atenção em você

 

 

Quem me conhece sabe que sempre falo que hoje vivemos uma grande escassez de uma Commodity importante: A ATENÇÃO.

Somos bombardeados constantemente por informações: e-mail novo que chega, notificações nas redes sociais, mensagens de Whatsapp, ligações e interrupções constantes. Diferentes estudos ainda estimam que consultamos nosso celular em média mais de 100 vezes ao dia!!

Uma pesquisa realizada pela Microsoft aponta que o tempo de atenção das pessoas vem se reduzindo nos últimos anos (atualmente esse tempo é de 8 segundos – inferior a de um peixinho dourado).

O que fazer, então, para despertar – e prender – a atenção de alguém nesse mundo atual? A resposta é uma técnica usada há milhares de anos, pelos nossos ancestrais: a habilidade de contar histórias.

As pessoas adoram ouvir histórias. Seja no mesmo formato dos nossos ancestrais, (conversando, sentados ao redor da fogueira) ou nos formatos atuais: através de livros, filmes e seriados.

Entre tantas características, uma boa história tem o poder de gerar conexão e inspirar ação, então imagina o quanto essa ferramenta pode ser poderosa para alavancar sua carreira!

A habilidade de contar histórias não é uma ciência exata, portanto não existem regras rígidas – ou receitas prontas – mas sim princípios que podem ser seguidos

Compartilharei aqui alguns desses princípios para ajudar você a estruturar uma boa história e colher resultados imediatamente em sua carreira.

Antes de mais nada, assista esse vídeo de 3 minutos que eu gravei pra você se inspirar a começar a contar histórias.

 

 

Em sua próxima Entrevista de Emprego, atenção:


1) Tenha um Tema Central

Ok, você vai falar sobre sua carreira, mas qual o seu nível de dominância sobre esse assunto? A preparação é fundamental: faça um esboço de sua carreira!

Parece simples, afinal você viveu tudo isso que está em seu CV, mas quanto você se preparou com dados, fatos, exemplos e cases para ilustrar cada ponto que você está planejando compartilhar?


2) Entenda sua Audiência

Para quem você vai falar? Quais as características dessa (ou dessas) pessoas? De que maneira você vai ajustar sua forma de apresentação (incluindo aí sua linguagem, termos específicos) para que sua audiência tenha o maior nível de compreensão possível?

Por exemplo, se você é um profissional de Finanças, sua entrevista com a área de Recursos Humanos será totalmente diferente da sua entrevista com o Diretor Financeiro, certo? Afinal, não será nada produtivo falar termos técnicos, ou ainda detalhar a estruturação de uma operação financeira para um alguém que não está familiarizado com a área.


3) Crie Conexão

De que forma esse tema que você escolheu se conecta com sua audiência? Ele é relevante? Você tem clareza sobre os desafios daquela posição? Dessa forma você consegue resolver os problemas da empresa com quem você está conversando?

Dica importante: caso essa conexão não seja feita de uma forma forte o suficiente, existe uma grande chance dessa sua apresentação não ter o resultado que você espera…


4) Tenha uma Linha Mestra

Aqui é onde entram os elementos fundamentais de uma boa história. A Linha Mestra é a maneira que você vai unir todas as informações que você vai passar, em forma de uma mensagem.

Imagine uma linha condutora que liga todos os pontos fundamentais que você já listou, com leveza e fluidez, criando uma verdadeira conexão com seu(s) interlocutor(es) e facilitando a compreensão daquilo que deseja passar.

Nesse famoso TED Talk, Simon Sinek explica quais elementos usar para criar uma conexão (e mostra também como outras não são efetivas!)

 

 

Como muito bem explicado por Sinek, transmitir suas informações de maneira solta, desestruturada (ou ainda como se fosse uma lista de atributos, características, ou benefícios) definitivamente não é uma boa ideia!

São elementos que fazem parte de uma boa história: ter um começo, um meio e um fim, um personagem principal, um problema (ou desafio), um mentor, um plano, descobertas, reviravoltas, superação, um resultado final e as mensagens centrais.


5) Conclusão

Ao final de sua apresentação, seu objetivo foi cumprido? Ou seja, você teve sucesso em apresentar o seu Tema Central de forma clara? Conseguiu criar uma boa conexãocom sua audiência, garantindo que ela tivesse plena compreensão do que você falou?

Mais importante do que ‘ ser contratado‘, é fundamental ter como meta ‘ ser compreendido

Conheço várias situações em que durante a entrevista foi concluído que o candidato não tinha nada a ver com aquela posição inicial, mas em um segundo momento foi apresentada uma nova posição, muito mais alinhada com suas características e objetivos.

Entretanto, não se limite a contar histórias somente quando estiver em uma sala de entrevista. A ferramenta de Storytelling, quando bem compreendida, pode ser usada em situações diversas, como para fazer Networking, por exemplo.

Afinal, fazer Networking nada mais é do que conectar-se com pessoas e o Storytelling tem como objetivo gerar conexões efetivas


Networking: você nem sempre terá tempo e oportunidade de contar uma história


A estrutura da Apresentação Pessoal que você vai utilizar em suas estratégias de Networking será igual a criada anteriormente. Entretanto, esteja atento para versões ainda mais curtas e diretas – afinal você nem sempre terá tempo suficiente para contar sua história.

Para isso, reforço a importância de uma boa preparação para ter resultados. Identifique os pontos fundamentais de sua apresentação e seja criativo!

Fale aquilo que pode ter mais conexão com a pessoa que você busca fazer contato: use palavras-chave, acerte na linguagem (adaptação à sua Audiência) e evite termos clichês – eles são facilmente identificados e frequentemente acabam com a atenção que estava sendo dedicada a você.

Provavelmente você já tenha ouvido falar do Elevator Pitch, uma técnica de estruturar a apresentação de uma forma bem atrativa, porém em um tempo muito curto, com o objetivo de prender a atenção do interlocutor para gerar uma oportunidade seguinte, em que haverá uma janela de tempo maior para detalhar outros pontos importantes.

Eu posso te ajudar a criar o seu.

Clique aqui para receber o Manual Prático da Apresentação Pessoal em 1 minuto.

Nesse Manual, além de todas as instruções para criar um Elevator Pitch eficiente, você vai encontrar exemplos reais para nortear a criação do seu.


Espero que esse artigo tenha sido útil pra você!


Se foi, marque aqui os amigos que podem se beneficiar dele também


Se eu puder ajudar sua carreira de mais alguma forma, me avise.


Abraços,

Fernando Paiva – Estrategista de Carreira

« Voltar