(16) 98158-2642

Segunda à Sexta: 8h às 18h

Miguel, o cara que ligava para as pessoas

 

 

Miguel não é um personagem fictício, ele existe e verdadeiramente liga para as pessoas, seja para manter o Networking ativo, ou seja para alcançar equilíbrio na vida se mantendo em contato com os familiares que moram longe.

Eu sou uma das pessoas que ocasionalmente recebe ligações do Miguel. O assunto? “Cara, estou aqui no taxi, sem fazer nada, e queria saber como estão as coisas?”.

Você pode ter certeza que o Miguel vive na minha cabeça e sempre que surge uma oportunidade bacana eu me lembro do Miguel:

Já indiquei fornecedores pra ele;

Ele me procurou em todas as decisões marcantes de carreira para trocarmos ideias;

Eu já indiquei o Miguel para processos seletivos, mesmo não recrutando para a área dele;

Ele já me convidou para rodas de discussão com Top Executivos de Supply;

Ele já me apresentou profissionais com potencial de serem parceiros de negócios;

Eu acabei convidando-o para ser meu segundo entrevistado na série: HEADHUNTER ENTREVISTA

Aliás, você está acompanhando a série? Se ainda não, vem que estamos indo para a quarta entrevista essa semana (dia 13/jun: Lucas Furtado, atual Gerente Regional de Vendas do LinkedIn).

É gratuito! Ao vivo! Inovador! Já está mudando vidas… E teremos só 10!

>> Inscreva-se agora: www.HEntrevista.com.br

_______________________

Voltando para o Miguel, ele é um profissional da área de Compras, atual Head de Procurement & Career Guru do Google, considerada uma das melhores empresas para se trabalhar no mundo. Mas já foi da AstraZeneca, Pfizer e Wyeth, gigantes do mercado farmacêutico.

Ele teve oportunidades incríveis na área de projetos, morou fora do País, poderia ter crescido e assumido posições que muitos almejam como objetivo de carreira há muito tempo. Porém, em determinado momento ele entendeu o que o movia: Paixão por desenvolver pessoas.

Foi isso que ele viu no Google:

Ele enxergou que o Google é uma empresa que sabe atrair e reter profissionais da nova geração e ele queria aprender isso, pois para crescer como gestor de pessoas é preciso entender como trabalhar, cada vez melhor, com a geração mais nova.

Mas em minha opinião, ter objetivos claros, conhecer suas paixões e aceitar oportunidades de acordo com o que elas podem acrescentar em suas competências para que ele alcance seus objetivos não são as únicas qualidades excelentes do Miguel!

Miguel faz Networking com fluidez, espontaneidade, veracidade e humildade. Miguel é o cara que ainda liga para as pessoas.

Confira abaixo dois trechos que eu destaco da entrevista com o Miguel, que aconteceu no dia 23/maio, em que essa fluidez do Networking que ele faz fica clara:

(1) 

“Eu ligo para as pessoas, eu almoço com as pessoas, eu vou tomar café com as pessoas.    O cafezinho também é trabalho! Precisamos ter interesse genuíno nas pessoas. Se alguém vier te contar uma novidade, escuta! Quando encontrar de novo com a pessoa, pergunte sobre isso… É uma via de duas mãos! Se você tem interesse em manter um relacionamento, faça sua parte! Ligue, mande email, saiba como as pessoas estão, convide para o almoço, convide para o café”.

(2) [?]

“…valorizar os relacionamentos que você faz! Você tem milhares de oportunidades ao longo do dia de fazer uma boa conexão com alguém, desenvolver um bom relacionamento com alguém. Relacionamento que você só volta a ter contato com a pessoa no momento que precisa, é fadado ao fracasso! Se parar para refletir sobre os bons relacionamentos profissionais que você tem, provavelmente os que você vai chamar de bons, essa pessoa colaborou com você pessoas umas 10 vezes. Mas você também vai chegar a conclusão de que colaborou com essa pessoas umas 20. Fazer com boa vontade, sem esperar nada em troca é fundamental”

Clique aqui para assistir ao trecho (1) 

Clique aqui para assistir ao trecho (2) 

Clique aqui para assistir a entrevista completa 

_______________________

Headhunter Entrevista é uma série que nasceu para compartilhar insights, ideias, dicas, exemplos, histórias sobre construção de carreira, principalmente porque eu me vejo no dever de compartilhar todos os ricos ensinamentos que absorvo dentro da sala de entrevista.

Tenha certeza de que eu, após uma entrevista como essa, sairia e mudaria toda a minha agenda para incluir mais ligações para as pessoas, mais convites para almoços e cafés, enfim. E espero que você faça isso por você, pois eu já fiz por mim…

Estamos tão conectados, mas nunca estivemos tão distantes. Enquanto isso milhares de textos sobre COMO FAZER NETWORKING ganham as estradas da Internet, rodando cidades e países por meio de celular, tablets ou notebooks.

Mas nos esquecemos que o verdadeiro Networking é aquele simples, genuíno, intuitivo, porém estratégico. TO THINK AND TO ACT DIFFERENTLY FROM NOW ON…

_______________________

Agora confira aqui mais 13 anotações que eu fiz durante a entrevista:

{Bases fortes} Uma forte base pode ajudar a fazer movimentações pouco usuais: sua experiência em Gestão de Projetos no Setor Público foi fundamental para sua migração para o Setor Privado, no setor farmacêutico.

{Elo de ligação} Ter atuado na área de Compras foi sua grande escola: se tornou um elo de ligação entre diversas áreas da organização – também do mercado;

{Valores fundamentais} A clareza em entender quais valores eram fundamentais orientou todas as decisões de sua carreira: abriu mão de uma carreira já definida pela sua paixão por desenvolver pessoas.

{Responsabilidade} Cada um é responsável pelo seu desenvolvimento, a empresa é apenas um facilitador: te apresentando oportunidades e dando chances para seu crescimento.

{Interação} Seja trabalhando em equipes, ou mesmo totalmente sozinho, seus resultados dependem da sua interação com pessoas: com sua equipe, seus pares, clientes, fornecedores, etc…

{Humildade} Reconhecer os pontos fortes de sua equipe: o papel do líder é utilizar de maneira estratégica os recursos disponíveis, ajudando a equipe a remar para onde querem chegar.

(Transparência} Especialmente quando se refere a seus valores e atitudes: nunca esconder alguma característica para tentar se adequar a uma nova empresa, todos saem perdendo

{Valores} Respeito às pessoas, à diversidade e variedade: entender que uma equipe vencedora não é composta apenas por iguais.

{Comparação} Não se comparar com a média, mas consigo mesmo: o que posso aprender com os outros para ser melhor?

{Relacionamentos} Ligar, almoçar, tomar café com pessoas: faz parte da vida profissional. Também incluiu em sua rotina os contatos pessoais: liga para seus pais quase diariamente, visita parentes de longe sempre quando pode, liga para os amigos algumas vezes por semana…

{Equilíbrio} Hoje inclui o esporte na sua rotina, aprendeu a desplugar quando está fora: ser multifuncional o tempo todo pode trazer um preço muito alto!

(SUCESSO?} É ser reconhecido por ter feito a diferença na vida de alguém, por ter formado profissionais que se tornaram melhores que ele. Entretanto, cada um tem sua definição – única, pessoal e intransferivel – sobre o que é sucesso. Se preocupe apenas com o seu, não olhe para os lados, nem se compare com outras pessoas.

{DICA DE OURO} Trabalhe, e trabalhe muito. Uma vez que tenha seu objetivo claro e definido, se dedique e busque sempre a superação. Afinal, ninguém é reconhecido por ter feito apenas o que era esperado…

_______________________

E esse foi apenas uma das 10 entrevistas. Você já leu as minhas 23 anotações valiosas sobre CARREIRA que fiz em 47 minutos de entrevista, da primeira entrevista da série, com o Thiago Machado??

Inscreva-se agora no meu Canal do Youtube para assistir as entrevistas que já aconteceram e cadastre-se no HEntrevista.com.br para acompanhar as novidades sobre os próximos convidados!

Abraços e aguardo você na Sala de Entrevistas!

« Voltar